Entrevista com a Escritora - Simone Pesci no quadro "Fala Escritor"

Nosso Blog teve a honra de fazer entrevistas com alguns escritores Brasileiros ..que me marcaram .. e que deixam para nós não apenas livros qualquer .. mas história de grande valor ..

Hoje tivemos a honra de conversa com a escritora de dois livros que eu amei, adorei e ainda estou de luto (Johnny meu amor!) .. Vamos deixar falar a escritora Simone Pesci ..

Diário: Simone, desde já agradecemos por nos dar um pouquinho do seu tempo, e claro, como uma das escritoras que eu amo, você não poderia ficar de fora do quadro “Fala Escritor”. Antes de falarmos de suas obras, fale um pouco de você, se apresente para nós...
Simone: Olá, seus lindos! Agradeço o convite e sinto-me honrada por estar aqui. Eu sou a Simone, aquela que curte um dramão/romance, cinéfila, ávida leitora, apaixonada por literatura e Rock ‘N’ Roll. Ah, também amo estar ao lado dos meus, fumar um arguile e tomar a minha cerveja. rs

Diário: Si, sabemos que você tem um dom magnífico, uma escrita forte e bem marcante, conte para nós como surgiu essa vontade de escrever?
Simone: Gosto de escrever sobre o cotidiano, por isso procuro ser o mais verossímil possível. A vontade de escrever veio de experiências pessoais. Em “Entre o Céu e o Inferno” coloquei sentimentos que me seguem até hoje, fiz das minhas experiências em páginas, é claro que em outro contexto. De início foi só uma ideia com prólogo e primeiro capítulo, porém, ao mostrar o texto para alguns amigos, fui impulsionada a prosseguir. Desta forma, nasceu à vontade de escrever e também o meu primeiro livro.

Diário: Já li e reli seus livros e me pergunto como você consegue nos amarrar e fazer com que a leitura seja tão gostosa, diga para nós quais foram suas influências literárias para chegar nas histórias de EOCEOI e Dezesseis?
Simone: Eu gosto de escrever de forma simples e amarrada, não sou chegada a textos detalhistas, isso me dá pânico. Então faço da história um conteúdo direto e com um propósito maior, pois detalhes em demasia me cansam. Há quem goste, eu definitivamente não curto. Minhas influências literárias são experiências reais, aquelas que guardo dentro de mim. Contudo, muitos livros que leio e filmes que assisto fazem parte disto também. Não darei nomes, pois gosto de tudo um pouco, e essa lista ficaria extensa pacas.


Diário: No processo de publicação e na sua nova interação no mundo editorial, você teve dificuldades, foi complicado à espera da publicação, para esses novos escritores que estão surgindo você falaria o que? Vale a pena realizar o sonho da publicação?
Simone: Publicando de forma independente ou não, há de se ter empecilhos. Eu tenho dificuldades até hoje, mas acredito que isso valha para qualquer autor, iniciante ou não, pois é necessário divulgação, e quase sempre é o autor quem faz essa divulgação. O meu conselho para novos e velhos autores é o seguinte: antes de assinar contrato algum, leia com atenção e cobre de forma sucinta o que está no contrato, para que mais pra frente não tenha problemas. Procure questionar-se o que almeja para/com a sua publicação, se apenas uma satisfação pessoal ou ir além, para ambas as alternativas há de se ter um pacote de contratos, e para quaisquer das decisões têm de se lutar com afinco e profissionalismo. Faça tudo de coração e para tocar corações. E é claro que vale a pena realizar o sonho de publicação.

Diário: Vamos falar um pouco mais sobre seus lançamentos, o que podemos esperar em EOCEOI e Dezesseis? E como ainda não li Redenção, a curiosidade bateu, e adorei a capa, fale sobre ele também?
Simone: Cada qual tem sua particularidade. Em “Entre o Céu e o Inferno” temos um texto de cunho dramático, onde a dor e entrega perpetua em todas as páginas, às vezes de forma poética e mais envolto em narrativa do que diálogos. Ele foi escrito baseado em experiências pessoais, não que eu tenha vivenciado tais experiências, mas com certeza senti tudo de forma intensa. Ele é um texto para corações fortes, uma linda história de amizade e amor; com “Dezesseis – A Estrada da Morte” temos um texto inspirado em uma canção, e por tratar-se de um YA (Young Adult), a experiência foi sem igual, com uma narrativa bem simples e corrida, pois tudo se passa em questão de meses e sendo narrada por adolescentes, alguns inconsequentes. Quem leu Entre o Céu e o Inferno primeiro e ler Dezesseis depois, vai perceber a diferença gritante no conteúdo, algo que fiz intencionalmente já que gosto de me testar. Ele é um texto para corações loucos e apaixonados; agora falando em “Redenção”, está sendo uma experiência e tanto, afinal, sai da minha zona de conforto e estou escrevendo um romance sobrenatural, onde Lúcifer é o protagonista. Já tenho 16 capítulos, sem previsão de término e publicação. Como foge de tudo que sou acostumada a ler e escrever, a pesquisa está sendo maior, espero não decepcionar – rs. Aliás, a capa que divulguei não é oficial. Além destes três trabalhos, já tenho também o prólogo e o primeiro capítulo de outro projeto que mais para frente pretendo apresentar.


Diário: Nas duas entrevistas passadas, ficamos sabendo dos personagens favoritos dos escritores em suas obras, você teria algum personagem que ame ou odeie dentro dessas duas obras?
Simone: Sim! O Max de “Entre o Céu e o Inferno” sempre será o personagem que mais AMEI escrever e o que mais AMO ler. Ele foi inspirado em uma pessoa do passado, que me tirou do inferno e, por fim, tornou-se o meu céu... Uma referência de cumplicidade e amor verdadeiro até hoje. Bom, agora falar de algum personagem que escrevi e odeio fica difícil, pois não existe... Eu AMO todos que escrevo, até mesmo os maléficos. rs

Diário: O que me empolga nos seus dois livros é a forte presença do drama, da variação de tristeza, alegria e dor, da busca pelo amor certo e pelo caminho confortante. Podemos dizer que você se destaca mais com esses temas, podemos esperar outros livros?
Simone: Eu gosto de escrever aquilo que gosto de ler, no caso drama/romance. Adoro poder passar verdade e sentimento em meus textos. Contudo, “Redenção” se encaixa perfeitamente nessa pergunta, pois está me tirando da zona de conforto. Confesso, estou tendo dificuldade, contudo, ter liberdade de inventar além da imaginação é sensacional... Estou me divertindo muito. Eis a grande satisfação, poder fazer do impossível possível.

Diário: Sobre esses “Novos Livros”... Vamos ter continuações de EOCEOI ou Dezesseis? E sobre Redenção será publicado fisicamente?
Simone: Eu não curto muito ler séries, sendo assim não sou apta a escrevê-las. Apesar de deixar “Entre o Céu e o Inferno” em aberto, não sei se daria continuidade, pois já expressei minhas ideias para amigos bem próximos e todos pediram para que eu não cometesse tal ato em uma possível continuação – rs. Em “Dezesseis – A Estrada da Morte” não tem como dar continuidade, pois como já disse, ele foi inspirado em uma canção... Não faria sentido continuar. E com “Redenção” também teremos um único livro. Acho que tenho receio em deixar os meus textos com uma narrativa de encher linguiça e sem sentido. Afinal, por que estender sendo que se pode criar um bom conteúdo em único volume? Há quem consiga tal feito. Eu, definitivamente, não consigo. Aliás, pretendo publicar Redenção como livro físico sim.


Diário: Como uma excelente escritora que é, e possuindo muitas influências, o que você nos indicaria de leituras tanto nacional como internacional.
Simone: São diversos autores que amo. No entanto, deixarei apenas duas indicações: Samanta Holtz (autora nacional), agora contratada pela editora Arqueiro e Jojo Moyes (autora internacional), atualmente com suas publicações pela Intrínseca, ambas profissionais em quebrar corações. hahaha

Diário: Sempre Usamos a última pergunta para que o escritor possa falar a vontade sobre suas obras, futuros lançamentos, agradecimentos, rede sociais, críticas, e onde podemos comprar seus livros.... E antes de tudo, agradecemos pela entrevista e torcemos pelo seu sucesso.. brigadão minha linda ^^
Simone: Finalizo essa entrevista dizendo uma única palavra: GRATIDÃO! Aos que já conhecem os meus trabalhos e até mesmo quem nunca ouviu falar sobre eles... Sejam bem-vindos! S2 Segue abaixo o link para compra de Dezesseis. Infelizmente Entre o Céu e o Inferno não está a venda, mas em algum momento do próximo ano pretendo rodar mais livros, só não sei se de forma independente ou por alguma editora. Estou deixando uma degustação com os três primeiros capítulos de ambos. Também deixarei os links das minhas redes sociais. Obrigada! Abraços literários em todos... Simone Pesci

Estão ai em baixo as amostras dos dois livros da Simone Pesci e nossa resenha .. essa é uma dica para não deixar passar em branco ..leiam com o coração .. Até a próxima entrevista .. 

Entre o Céu e O Inferno: 

Dezesseis- A Estrada Da Morte 


  Minhas redes sociais:

Blog pessoal:

Página do blog pessoal no facebook:
  

Meu canal no Youtube:

Blog de Entre o  Céu e o Inferno:

Página de Entre o Céu e o Inferno no facebook:

Página de Entre o Céu e o Inferno no Skoob:

Página de Dezesseis, A Estrada da Morte no facebook:

Página de Dezesseis, A Estrada da Morte no Skoob:

Comentários

  1. Que honra estar aqui de novo, desta vez falando um pouco da minha pessoa e dos meus projetos. S2 Agradeço a força de sempre, Dany! E aos novos leitores-amigos, bem-vindos! S2

    Abraços literários,

    Simone Pesci
    http://simonepesci.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Fale o que achou!!

Postagens mais visitadas