O Rock como instrumento de evangelização!


Para começar.. esse artigo .. vem gerando discussões por anos.. uma mistura de preconceito e falta de compreensão.. para escrever essa crítica.. me baseei nos livros “o rock na evangelização”, “Meus dia no oficina g3”, nas revistas Guitar Player, Cover Guitarra, Veja, Cenário Musical, Roadie Crew, Engrenag3m e é claro em um livro mais poderoso .. a BÍBLIA.

Para muitos o rock é algo do demônio.. que isso?!? Me reporto a uma frase que ouvi que dizia “DEUS criou tudo.. o DIABO apenas copiou..” e acredito nisso.. Em salmos.. diz que temos que adorar a Deus de todas as maneiras, sem diferenças ou exclusividades..

Por séculos o Homem busca sua inovação.. e o POVO de DEUS?!? Eram esses quem deveriam buscar se inovar, buscar se interagir com o mundo, sem fazer diferenciação, começar a pensar como PAULO pensou.. em I Coríntios 9:22 “Fiz-me fraco para com os fracos, com o fim de ganhar os fracos. Fiz-me tudo para com todos, com o fim de, por todos os modos, salvar alguns.”

Também me lembro de uma frase que meu pai sempre diz na igreja “Temos que pensar como peixe pensa!”, pensar como o mundo ta pensando, se você é líder de jovens é lógico que você tem que pensar como jovem, se você se envolve com pessoas mais velhas é lógico que você ira agir e pensar da maneira que eles pensam..

E assim é a adoração e a evangelização.. colocar o rock como uma prática inovadora é saber utilizar coisas novas, coisas que chamem a atenção dessa geração que esta cada vez mais longe de DEUS.. por que não cantar PG no divorcional?, ou fazer a busca do Espírito Santo com “INCONDICONAL” do Oficina g3?.. ou dançar uma musica do Fruto Sagrado, banda Resgate ou Metal Nobre?, não podemos nos esquecer dos irmãos/bandas estrangeiras STRYPER, BRIDE, PETRA, P.O.D (Payable On Death), DEMON HUNTER, MORTIFICATION, ANTESTOS, TOURNIQUET, SPOKEN ...

O preconceito é o empecilho maior dentro da igreja, um lugar de consolo e afeto vira um lugar de julgamento como entendi no livro do Manga, é na igreja que a pessoa procura um refugio e quando ela entra encontra pessoas, que não a acolhe e sim a julgam..

Piercings, tatuagens, cabelos compridos, roupas pretas, musica pesada, para muitoos isso já é motivo de exclusão, mais para a igreja deveria ser motivo de inclusão..Sou filha de pastor e tudo que relatei a pouco tenho em mim, menos a tatoo porque ainda não é hora, mas penso sim em colocar..isso ira influenciar negativamente na minha vida com DEUS? Creio que não.. pois não é roupa, cabelo ou doutrina que salva, e sim meu compromisso com DEUS, minha obras e as almas que ganho ..

Saquear o inferno sempre foi o objetivo da igreja.. Mais para isso deveríamos acabar primeiramente com coisas sem valor que interfere dentro desse objetivo, O PRECONCEITO é uma delas, a FALTA DE COMPROMISSO! e a FALTA DE MOTIVAÇÃO, levam muitas igrejas a estagnarem no caminho... Como foi relatado no prefácio do livro “Rock na evangelização” de Flávio Lages Rodrigues feito pelo meu amor e eterna inspiração Juninho Afram “EU acredito que o antídoto para combater o veneno do preconceito é a informação.” E ta ai uma coisa q falta nas igrejas INFORMAÇÃO/ ATUALIZAÇÃO.

Jesus não fez uma seleção de “HOMENS PERFEITOS” para serem seus discípulos. Ele escolheu pessoas comuns, diferente entre si, com problemas pessoais, com dificuldades econômicas, não sei se antigamente havia essa diferenciação musical, mas se houvesse.. Talvez cada um deles gostassem de musicas diferentes..

E Hoje a igreja busca “HOMENS PERFEITOS” sendo que ela mesma não é perfeita, dentro da igreja há pecados, mesmo sendo um LUGAR SANTO.. JESUS nos disse para procurarmos sermos santos.. Perseverar.. Mas essa luta é constante.. VOCÊ NÃO VAI VIRAR SANTO DE UM DIA PARA O OUTRO..!! isso é buscado, é conquistado aos poucos..

Voltando a evangelização com o rock.. Quem já teve oportunidade de ir a um show do oficina g3? (eu não to “puxando o saco” é que eu já fui a tantos shows do g3 que eu tenho, mas intimidade/conhecimento de falar, não quero falar besteira, então temos que falar só daquilo que temos contato), Ao comparecer em um show do G3, vai perceber muitas coisas.. coisas que eu “tiro o chapéu” .. como utilizar a musica como adoração, seja ela pesada ou não, como levar milhares de jovens a adorar a DEUS e a conhecê-lo, pois muitos vão por curiosidade..

Outro ponto importante nesses shows do g3 é a PREGAÇÃO.. Não é passado uma doutrina e sim o testemunho de vida dos integrantes da banda, seus compromissos com DEUS, seus trabalhos e suas vidas diante dele.. muitos jovens passam a gostar da igreja a gostar dos trabalhos que a envolve, por causa dessa motivação.. e ta ai o crescimento da igreja... AJUDAR E NÃO JUGAR..

Ao ler o livro “Rock na Evangelização”, aprendi realmente o que é adorar a DEUS independente de sua cultura, seus gostos e suas características, pois DEUS irá se fazer presente em todas essas situações, se não fizesse.. não existiria o texto tão conhecido e tão falado de todos os tempos.. mais que pouco e colocado em prática..João 3:16 “Por que DEUS amou o MUNDO de TAL maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”
Se Deus nos amou de “TAL MENEIRA”, Ele quis dizer, que não prefere uma determinada pessoa ou um determinado ritmo musical, ELE APENAS AMA O MUNDO E SUAS VARIAÇÕES.

Para finalizarmos essa artigo trago um versículo que muito me atrai, que nos ensina a inovação e o abandono de doutrinas que apenas nos levam a obras mortas e que não nos enriquecem como povo de DEUS que tem a obrigação de fazer obras que glorifiquem e que dei discípulos que AMEM a Deus que queiram servi-lo por prazer e graça..

HEBREUS 6: 1
“PELO que, DEIXANDO os RUDIMENTOS (princípios, primeira noção, esboço..) da DOUTRINA de Cristo, PROSSIGAMOS até à PERFEIÇÃO, não lançando de novo o fundamento do ARREPENDIMENTO de OBRAS MORTAS e de fé em Deus...”

DEDIDO este artigo ao meu maninho @ricore_g3 que curte um bom rock n’ roll como eu e minha mana @NessieCullenS2 que sempre lê meus artigos.. amo vcs..

obs: o proximo artigo será sobre as frases do livro "Rock na evangelização"..

Comentários

  1. Eu gostei muito desse artigo maninha,na minha opinião foi o melhor artigo que vc já fez, tocou na ferida mesmo, ao passar dos dias percebo que as pessoas que não conhecem a Deus precisam de cura, mas infelizmente o povo de Deus tbm precisa se curar, se curar das doutrinas vãs, dos costumes e da religiosidade que só causa divisão, essa é a nossa maior fraqueza.

    Um dos pontos que mais me chamou a atenção no seu artigo foi o trecho:

    "E Hoje a igreja busca “HOMENS PERFEITOS” sendo que ela mesma não é perfeita, dentro da igreja há pecados, mesmo sendo um LUGAR SANTO.. JESUS nos disse para procurarmos sermos santos.. Perseverar.. Mas essa luta é constante.. VOCÊ NÃO VAI VIRAR SANTO DE UM DIA PARA O OUTRO..!! isso é buscado, é conquistado aos poucos.."

    E eu me enquadro nisso, quanto mais busco a Deus, quanto mais eu busco ser santo e quanto mais eu oro,mais eu percebo que sou imperfeito, percebo que preciso ser mais santo, e mais o amor de Deus me constrange, porque não vejo em mim nada que agrade a Deus pra Ele ter enviado seu Filho pra morrer por mim.

    Não foi à-toa que o Deio Tambasco, que escreveu a música Meus Próprios Meios, onde diz: "A cada dia mato um leão". O reino de Deus é conquistado a força, a santidade é conquistada a força, com luta e com dedicação, essa é a verdadeira adoração.

    Parabéns pelo artigo maninha, mas quero fazer uma observação: O meu twitter não é @Ricore e sim @Ricore_G3.

    Agradeço mais uma vez a didicatória.

    ResponderExcluir
  2. blz.. prometo nao errar mais.. adorei seu comentario,, q bom meu artigo ter tocado em vc..

    ResponderExcluir
  3. Minha irmã gostei muito do seu artigo e desde já a parabenizo pela força e coragem de escrever e pensar sobre coisas que não estão resolvidas na igreja e que não são ditas, por medo ou preguiça de pensar e desconstruir pensamentos que prendem e não trazem a verdadeira liberdade que temos em Jesus Cristo.

    Flávio Lages Rodrigues

    ResponderExcluir
  4. Flávio Lages Rodriguessegunda-feira, março 21, 2011

    Esqueci de falar minha irmã, sou o autor do livro "O Rock na Evangelização" e "A Liberdade do Espírito na Vida e no Rock" e quiser alguma ajuda ou outros artigos sobre esse assunto me mande um email: flavioposttrevor@yahoo.com.br.

    Um abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Fale o que achou!!

Postagens mais visitadas