quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Cont.. LIVRO PRIMAVERA .. PARTE 2



Sexta,Outubro de 2012

O mês trágico de setembro, terminou com um ar de irritante, depois do beijo, Jacob se tornou outra pessoa, se afastou mas de mim, eu já não ia com tanta freqüência em La Push a cada dia que passava me sentia triste, solitária e sem meu único amigo.

Mas em meio esse problemas, pedi ao pai para me levar a praia já que jacob não comparecia mas nas minhas diversões, meu pai em vez de ajudar complicou mais dizendo- “ligue para Jacob, ele deve estar na praia com a matilha.”- claro que liguei, estava doida para falar com jacob também.

Meu amigo que me ignorava, resolveu aparecer e me levar para praia, nunca pensei que em um dia na praia encontraria outro amigo, que estava tão perto de mim, Seth substituiu com glamour, meu irmãozinho irritado, brinquei, corri e tomei banho na água mas limpinha e transparente que conheci, aquele local trazia lembranças boas e tristes..o beijo é uma delas.

No momento da diversão acho que jacob teve um momento de ciúmes, mandou Seth substituir a irmã Leah na trilha, isso me deixou com raiva, logo após que seth saio para pegar a moto de jacob, eu o puxei e disse-“Jacob eu vou com seth, você deve estar com muito trabalho.”- ele retrucou-“não, você veio comigo e vai comigo!”.

Claro não fiquei calada-“agora você ta com ciúmes?!?, me poupe, eu vou com Seth e ponto final.”- corri e me sentei a traz do Seth na moto, o coitado pegou um susto e falou-“você e Jacob andam brigando bastante, vocês são amigos, não são?”- não falei nada, acho que meu silêncio respondia a duvida que ate eu sentia sobre isso.

Quando cheguei em casa com Seth, só tive a coragem de falar um coisa-“você vai fazer algo amanhã a tarde?, se não for fazer, vem aqui, preciso de um amigo para conversar.”- seth era tão legal, tão tranqüilo, que falou com tanta calma e confiança-“claro!, estaria aqui a tarde por volta das 16:00”- respondi- “fechado”.

Ao entrar na casa, o pai perguntou-“trocou de amigo foi? O que aconteceu com Jacob tava muito ocupado para trazer você?ou se cansou de servi-la?”- não queria ser arrogante com meu pai, mas falei uma coisa que me arrependi-“é aprendi que todos os homens são complicados, sejam eles vampiros,lobisomens ou bruxos”.

Minha mãe riu com meu tio emmett e a noite terminou assim, eu no meu quarto tentando entender os homens, algo difícil de se fazer, dormi rápido com isso, o pai e a minha mãe foram para o chalé e os outros ficaram nos seus hábitos noturnos.

Sábado, Outubro de 2012

Esse momento do meu diário é o único seguindo, claro que eu iria narrar esse dia, queria ler isso futuramente e dizer que não me arrependo de nada que fiz, pelo contrario me sinto alegre que conseguir compreender melhor meu lado humano.

Meu dia começou normal, minha mãe me acordando, minhas tias escolhendo roupas e mais roupas para eu usar, meu avô enfiado no laboratório, minha avó tocando piano, meu pai caçando com meus tios Eleazar e Emmett, assim começou meu grande dia.

Pela manha pedi algo diferente para meu tio Jasper-“Tio a mãe vive dizendo que você é um ótimo lutador, queria muito perdi ao senhor para que me dei algumas aulas, não quero ser uma meia vampira inocente e inofensiva, quero proteger a mim e quem sabe no futuro minha família.”- sem duvidar ele disse-“claro minha sobrinha, segunda após sua aulas podemos começar, se você concordar?”- mal respirei e disse -“vamos começar agora, to com muito tédio para ficar em casa vendo teve, meu avó Charlie ta pescando, meu amigo Jacob sumiu e Seth só vem a tarde, vamos tios, vamos agora.”

Na campina de minha mãe e do pai, meu tio Jasper começou as primeiras orientações e eu fiz tudo que me foi ensinado, mamãe como sempre feliz e radiante porque tive essa idéia, ela também não gostava de me ver indefesa andando por ai.

Mas a confuçoes começou quando o pai descobriu onde estávamos, chegou gritando aos berros-“não acredito, que você aceitou isso Bella, nossa filha uma criança aprendendo algo que ainda não é hora, não é o momento para isso”- a mãe o silenciou com um beijo e disse-“quem segura uma Cullen? Quando tem algum plano, vai ate o fim.”

O pai aceitou, mas acompanhou ate o final, quando acabou chegamos em casa, fui tomar banho comer afinal a única humana meio vampira era eu, sentia cansaço e tudo que um humano em plena atividade física sentia, dormi rápido no sofá,acordei em cima da hora, com um pulo fui para o quarto e me arrumei, espera ansiosa por meu novo amigo Seth.

As 16:00 em ponto a campainha tocou, sai correndo na escada gritando aos berros-“ é para mim,é para mim”.. ao abri a porta só me joguei e dei um baita abraço em Seth, sem fôlego ele disse-“oi nessie, cheguei na hora combina?”- repondendo-“claro, claro, tava meio preocupada se você viria, pensei que Jacob talvez fosse dificultar isso.”

Seth não respondeu, entrou em casa cumprimentou meus pais,meu tios, em fim toda minha família, subimos as escadas e fomos brincar no meu quarto, foi maravilhoso jogos, vídeo games, rimos muito, encontrei no seth um grande amigo, mas sabia que em qualquer momento iríamos falar no assunto, Jacob.

Meu novo amigo meio tímido puxou o assunto que eu não queria ouvir-“Nessie porque você e Jacob brigaram?, vocês não devem brigar, vocês nasceram um para o outro, vocês sofreram imprinting, não podem se separar.” So tive a iniciativa de perguntar-“eu e Jacob sofremos o que seth?”.

Seth tentou explicar, imprinting é um sentimento de ligação que os lobos sofriam com alguém que poderia dar continuidade aos genes da matilha, eu claro paralisei –“o que seth?? Eu fui escolhida para dar continuidade aos genes de lobo, como assim? Sou destinada a ficar com jacob, sem ter escolhas, sem poder optar?”.

Em uma tentativa de me acalmar seth respondeu-“não é assim nessie, você tem a opção de escolher quem você quiser, mas porque escolher outras pessoas, se você já conhece Jacob, ele é tudo que você quer que ele seja, ele faz tudo para que você seja feliz e não tem razão para você escolher outra pessoa, na qual mal conhece.”

Agora podia entender porque jacob ficou daquele jeito, por que ele não queria que eu não tivesse opção, com isso só tive que falar uma coisa-“seth todos sabiam disse e ninguém me falou, posso entender porque Jacob ficou tão irritado, no dia do casamento de Sam e Emily, beijei Jacob sem ele querer, sei que foi algo inusitado, mas a reação dele fui as piores, e hoje ele se afastou de mim.”

“Nessie, Jacob não se afastou de você por que ele não gosta de você, ele se afastou para lhe proteger, Emily e Sam são frutos do imprinting, Sam tava muito perto de Emily quando se transformou em lobo, e o resultado você pode ver, é isso que Jacob tem medo é isso que o faz lhe dar a oportunidade de escolher outros.” Seth me ajudou muito com sua declaração, no começo da noite meu amigo precisou ir embora, mas agradeci muito por ter me ajudado.

Assim que meu amigo se foi, tive a coragem de chamar meus pais para uma conversa inadiável, sentados os três na cama, comecei a argumentar –“Pai e mãe, quando você iram me falar sobre o imprinting?”. O pai ficou tão norteado com minha pergunta que não enrolou muito–“filha não havíamos falado isso para você, porque não havia chegado a hora antes, e parece que já chegou,voce e Jacob são unidos por essa magnitude ou por essa mágica, mas cabe a você decidir se quer ou não seguir esse caminho” - já minha mãe ficou surpresa-“é por isso que não podemos confiar em lobos e em vampiros, seth veio dar com língua nos dentes, mas acho que um dia você iria ficar sabendo, mas é como seu pai falou, a decisão e somente sua.”

Eu comecei narrar toda a historia do beijo para meu pai, sabia que essa era hora de falar a verdade e o porque de eu estar brigada com Jacob, pensei que ele iria surtar ou brigar comigo, mas apenas argumentou –“se você com 13 anos já sente isso em relação a Jacob, em alguns anos, você já saberá o que fazer, só não se arrependa da sua escolha, pois não a volta.”

Aquela noite foi estranha, pois ver meu pai me ajudando a escolher meu caminho com Jacob ou sem ele, acho que eu não tinha muitas opção, só não sabia como argumentá-las a Jacob, decidi que iria deixar a vida correr, ver ate que ponto eu poderia ficar sem ele, e se eu conseguiria viver sem ele.

Domingo, Novembro de 2012

Já se passaram muitos dias desde a ultima vez que escrevi, relatar esse dia fui meio triste para mim, não sei por que eu me senti assim, mas aqui que eu tive a oportunidade de ouvir da boca de Jacob, o que ele achava de tudo isso.

Em mas uma manhã chuvosa, eu me sentia uma arvore que iria começar a dar frutos, flores e aromas, mas que qualquer homem poderia destruí-la, e destruiu..

Pedi para minha mãe que queria visitar meu avô Charlie, ela me levou, ficamos lá a manha toda, adorei ver meu avô, ouvir suas historias, sentir seu abraço, mas minha felicidade estava contada, e os risos só iriam durar algumas horas.

Quando colocamos o pé em casa, uma surpresa que fez meu coração palpitar, o carro que meu pai havia dado a Jacob estava na entrada da casa, só poderia ser ele, tinha que ser ele, fazia algumas semanas que não o via, não o abraçava.

Entrei correndo em casa e vi Jacob em pé na frente da escada perto da porta, meu pai com uma cara amarrada no sofá e eles estavam a sós, isso foi estranho e raro, meu coração dizia que vinha algo ruim por ai.

Meu pai se levantou e disse-“Jacob precisa falar com você, vou sair com sua mãe, os outros já foram, depois voltamos.”- a mãe mal disse oi e meu pai saio com ela, sabia que vinha algo ruim por ai.

Jacob não me deixou falar que estava com saudades e começou a matar a arvore que crescia dentro de mim, meus frutos começaram a cair e o aroma já não era tão perfeito assim-“nessie adiei muito essa conversa, sei que você não é mais a criança que eu conhecia, sei que seus pensamentos e idéias mudaram e o mais ruim, já sei que você sabe sobre o imprinting, não vim aqui para reivindicá-la como minha, vim para falar que vou deixá-la viver, escolher uma vida melhor sem mim e essa besteirada de lobo.”

“Não sou bom para você, um dia aprendi com um rapaz, que sofrer pode ser ate bom, para dar a felicidade para quem ama, não deu muito certo para esse rapaz, mas não custa nada tentar novamente, você estar cercada de pessoas que te amam muito e não vão deixar você sofrer em vão.”

“sou seu amigo e como tal, não posso deixar minha amiga sofrer e se for mas longe não vou deixar que a pessoa que eu amo, tenha uma vida triste ao meu lado, viva sua vida como sempre viveu, alegre, risonha e escolha um outro caminho, sei que você encontrar alguém melhor que eu para seu futuro.

“Me desculpe por não ter ido embora de sua vida mas cedo, deixei isso ir longe de mais, adeus, e não esqueça viva sua vida, não pensa mas em mim, pois não mereço nem comparecer em seus sonhos, adeus Renesmee.”

Claro que depois disso tudo teve um choquei, não queria chorar, mas as lágrimas tinham vida própria e desceram, levando com elas minhas flores e meus frutos, e deixando o aroma de tristeza e solidão, a pouca coragem que tive foi pegar no braço de jacob e entre as gotas de dor, pedir-“não me deixe Jacob, você é tudo que eu tenho, minha família pode ser minha base, mas voce é meu alimento, meu amigo, meu irmão e futuramente meu único amor, Jacob não faça isso, não vá... não..”

Não conseguir falar mas, Jacob me abraçou, me beijou na testa e disse um “adeus” que parecia ter laminas em sua composição, uma raiva tão grande surgiu, afastei Jacob e falei algo que não devia-“se você sair por essa porta jacob, eu nunca mas vou falar com você, não vou te ligar mas, juro vou te odiar como nunca, não vá acob, por mim, não vá.”

Jacob saio, e com ele meu futuro, minha vida, meu ar, minha flores, meus frutos, será que a minha primavera não dura como a verdadeira estação, por que à chuva, por que à tempo ruim, não deveria...

Esse mês não deveria ter existido... não devia conter em minha vida, depois daquela triste e terrível conversa, minhas pernas não tinha força para me manter e cai de joelhos, e no momento exato uma mão me segurou, claro minha mãe foi meu suporte, durante todo esse mês e será por toda minha vida...

Terça, Dezembro de 2012

Minha vida ficou meio triste depois do terrível acontecido, mas eu sou forte e lutei quando a isso, passei noites e noites chorando, mas acho que isso é inevitável, passei essas semanas fazendo tudo que podia para não pensar, não lembrar que a pessoa que eu amava não iria mais ver.

Esse é o ultimo dia do ano, mas não o ultimo de minha vida, muitas coisas vão vim por ai, e espero que sejam boas...

Meu natal foi ótimo, mas não perfeito, minha família quase toda reunida, menos os lobos, jacob não se afastou sozinho, ele proibiu que qualquer lobo cruzasse a fronteira para minha casa, mas seth de vez em quando quebrava isso, só para me ver.
Minha primavera terminou com um ar de inverno, mas tenho certeza que o outro ano começaram com ares de verão, minha agenda para ano que vem continua de pé, voltar a aprender a lutar com meu tio Jasper, voltas aos estudos e fazer uma coisa inusitada conhecer humanos de verdade, não lobos ou vampiros.

Minha aparência já não é mais de uma menina de 13 anos, meu corpo já ta mas esticado, e como eu mesma percebi meu vocabulário mudou um pouco, não sou mais criança, sou uma jovem que vai aprender a viver sem seu grande amor, mas ao lado de uma forte e bonita família.

Aprendi que a vida não é como a gente quer que seja, aprendi que não podemos ser absolutas, que as pessoas tem escolhas e que essas escolhas nem sempre são boas, ate hoje me pergunto quem é aquele “rapaz” que Jacob se inspirou, mas se eu o conhecesse, falaria para ele, que ainda bem que deu errado os planos de se separar da pessoa que ama para lhe dar escolhas, por que espero ansiosa que essa idéia ridícula de Jacob também dei errado.

E ano que vem será um ano mais cheio de luz e mais aberto, já que estarei mais madura e pronta para enfrentar o mundo tanto dos humanos quanto dos vampiros, pois sou uma Cullen e sei como lutar pelos meus sonhos...



OBS: O LIVRO TERÁ CONTINUAÇÃO ESPEREM... COMO SEMPRE DEDICO ESSE ARTIGO A TODAS AS MINHAS AMIGAS.. TANTO DO TWITTER QUANDO DA MINHA VINHA VIDA DIÁRIA.. E SE ESSE ARTIGO SAIO FOI GRAÇAS A BARBARA SÁ QUE SEMPRE ME MOSTROU ÓTIMOS FIC.
VLW MANA.. O PRÓXIMO SERÁ ESPLÊNDIDO..

5 comentários:

  1. Simplismente PERFEITOH.. Mana você é de mais :)

    ResponderExcluir
  2. Tive vontade de dar umas pancadas no Jacob, ó ódio.

    ResponderExcluir
  3. Já os nomes de pessoas, animais, países, estados ou cidades, nomes de rios, etc., são caracterizados como nomes próprios e por isso são escritos com letras maiúsculas.

    Não existe outra regra para esses nomes, eles devem começar, obrigatoriamente, com letra maiúscula, ou seja, é errado escrevê-los com letra minúscula.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Qdo vc arrumar isso se vc arrumar, me avise gostaria realmente de ler.
    Aguardo
    bjo

    ResponderExcluir

Fale o que achou!!