Livro Verão.. PARTE 4


OBS: todos os artigos sobre o livro da nessie são de origem minha e da minha amiga suy melito que oficialmente virou minha redatora e também é ela que edita algumas cozinhas.. agradeço a todos e todas que estão gostando da história.. ESPEREM PELA CONTINUAÇÃO ..
BOA LEITURA..

Sexta feira, 02 de Abril de 2013

Hoje é o ultimo dia que terei tempo de sentar com meus pensamentos. A partir de amanhã a família começara receber novos convidados. Para que daqui um mês eles partam com o restante da família.

Aproveitarei cada segundo. Pela manhã, mal tinha acordado e me levantei para tomar banho. Desci para tomar café. E logo senti o cheiro.

 Hum. Que cheiro bom. – Papai estava fazendo panquecas. Dei um beijo em seu rosto, – Bom dia.
 Ouvi você acordar. Dormiu bem princesa? – papai estava de costas pra mim preparando meu café.
 Dormi sim. – mordi meus lábios. –Pai? Ele se virou para mim. Com uma caneca na mão e as panquecas deliciosas na outra. Botou em cima da mesa. Estava com tanta fome que esqueci o que ia falar por um instante.

 O que foi querida.
 O que? – olhei para ele com a boca cheia. Ele sorriu
 O que você queria falar comigo.
 Ah sim. – limpei minha boca com o guardanapo. – Papai o se-nhor pode me levar na casa da tia Leah? Queria saber como o Seth ta.

 Amor gostaria muito de te levar. Mas estou ocupado em arrumar a casa para nossos amigos. – olhei para ele e perguntei se a mamãe não podia me levar. – Sua mãe foi cedo na casa do seu avô. Ela foi avisá-lo. Sobre nossa visita.
Nessa hora tia Rose entrou na cozinha.

 Deixa que eu te levo.
 Pronto. Tudo resolvido. – disse papai sorrindo.

Ia ser a primeira vez que a tia Rose iria entrar nas terras Quileutes. Não tinha certeza se ela sabia o caminho direito. Mas conseguimos achar a casa. Quando chegamos. Tia Leah já estava na porta. Parecia preocupada.

 O que aconteceu? Os Volturi resolveram se antecipar? Ai Deus. Tenho que me transformar. Os outros devem ser avisados.
 Leah se acalme. – disse tia Rose. Só viemos ver Seth. Nessie ficou preocupada.

Leah com os olhos arregalados. Soltou a respiração. E sorriu. Ela me levou até o quarto em que Seth estava.

 Posso entrar?
 Claro, não precisava nem perguntar.
Antes de entrar. Dei uma espiada nas minhas tias. Estavam con-versando e rindo. Isso significa que eu tinha mais tempo com Seth. Adorei isso.
 Não acredito que sua doença é essa. – apontei para o vídeo game. Ele estava de costas pra mim quando falei. Poderia disfarça melhor né?

Fechei a porta e sentei na cama ao lado dele. Ele estava sem camisa. Isso me fez esquecer o que ia falar depois. Sua costa nua. Sua pele morena. Suor descendo na nuca. Estava perdendo os sentidos. Até que Seth riu alto e me trouxe pro mundo de volta.

Ele se virou pra mim. Não havia percebido que tinha sentado tão perto dele. Estávamos quase nos beijando quando me ele disse.

 Eu já tava com saudades. – Tocou em MEU rosto. Com carinho. – Mas tenho que te falar uma coisa. A Leah já sabe.
 O quê? Como assim? – olhei em direção a porta. Droga ela já teve ter falado pra tia Rose.
 Não podia mentir para ela. E olha ela me surpreendeu. Aceitou numa boa. E disse que ia me ajudar. Sei lá.

Não disse nada. Ainda olhava pra porta imaginando a tia Rose rindo de toda a historinha de amor. Senti algo me puxando. E um beijo. Acabei esquecendo que o mundo rodava.

Ouvimos passos em direção ao quarto. Ele parou de me beijar. Me trazendo de novo pro mundo. Desligou a TV e se deitou. E me fez sinal de que deitasse ao lado dele. Não pensei duas vezes.

Já deitada ao lado dele. Sentia seu perfume. Ele acariciava meus Cabelos. Sem perceber comecei a desenhar na sua pele macia. Fe-chei os olhos. E desejei que aquela sensação nunca acabasse. Uma sensação agradável. Tranqüilizadora.

Mas meu querido diário. Como aquele ditado diz “Tudo que é bom. Dura pouco”. Ouvi a porta se abrindo devagar. Elas queriam nos pegar de surpresa. Mas Seth era mais esperto que elas. Já estávamos sentados. Fingindo que nada tinha acontecido.

 Esse casal é tão lindo. Não acha Rose? E ai vocês acham que vão enganar por quanto tempo? Tenho certeza que Seth não esqueceu de que somos lobos. Lemos a mente de cada um. É impossível esconder. – tia Leah sorria.

 Sabia que havia acontecido algo. Para você chegar tão feliz e para dizer a verdade. Você não enganou ninguém com essa história de estar preocupada com Seth. Mas vou ajudar vocês no que for preciso. Ah! Sim antes que eu esqueça tem um pequeno probleminha. Jacob. Nessa parte os dois vão ter que resolver.

Era verdade. Querendo ou não eu ainda amava Jacob. O motivo de minhas lágrimas noturnas. Suspirar pelos cantos. Precisava fazer isso sozinha. Seth concordando ou não.

Seth reclamou um pouco no começo, mas acabou cedendo. Afinal o que ele ia dizer? Peguei sua namorada? Isso ia da briga. Me despedi com um selinho em Seth. Só via a tia Rose rindo.

 Não diga nada. – ela levantou as mãos como se levantasse uma bandeira branca.

Alguns quilômetros antes de sairmos das terras Quileutes. Pedi que me parasse o carro. Tinha que resolve o probleminha. E tinha que ser agora. Tia Rose disse que ia me esperar no carro. Agradeci e lhe beijei o rosto.
Fui a pé o resto do caminho. Pensando em cada palavra que iria usar. Não queria irritá-lo. Billy estava na varanda.

 O Jacob esta?
 Esta dormindo!

 Vou esperar na sala. – antes que ele respondesse. Entrei na casa rapidamente para não ouvir reclamações. Já sabia a fama de Billy. Pelo menos a parte de dizer que Jacob estava dormindo.

Antes que eu entrasse na sala. Vi Jacob sentado na cadeira preparando seu lanchinho. Cinco pães. Com pedaços de mortadela já cortados em um prato. Se fosse alguns meses atrás ele viria em minha direção e me abraçaria. Mas não era. Minha recepção foram olhos arregalados. Assustados com a visita inesperada. Tentei sorrir para ele. Mas minha vontade era chorar. E sair correndo dali.

 Preciso falar com você. A sós!

Jacob saiu da cozinha e fui atrás dele. Percebi onde me levava. A garagem. Ele se virou pra mim.

 O que é tão importante assim? – ele parecia com raiva pela minha visita. Me deixando ainda mais triste. Respirei fundo e disse.

 Jacob. Não sou mais criança há muito tempo. Vou falar com você como sou hoje. Uma mulher. Jake eu te amo e isso não vai mudar. Mesmo que você não me ame mais. Você me pediu para procurar viver sem tê-lo. Apesar de ser dolorido é isso que estou fazendo. Vivemos em um mundo que a magia é a ordem. Mesmo que não fique com você. Encontrarei outro ser místico.

 O que? Se eu me afastei de você justamente por causa disso. E ai você estraga tudo. Estraga sua vida de novo. Não queria a-brir brecha para outro lobo. – ele estava furioso. – Não man-damos no coração – se aproximou devagar. Queria me tocar, mas se conteve. Voltou a mesmo lugar. Ficando distante de novo. – Se for isso que você quer. Seth. Não vou mandar em você e muito menos nele. Só quero que saiba o que esta fazendo.

 Como você sabia que eu iria falar de seth? Quem falou pra você?
 Nessie! Além de lobo sou um homem é natural sabermos quando a mulher que amamos está a fim de outro. E esse outro por acaso é meu amigo. Convivo 24h com Seth. Sei seus pensamentos e suas idéias. E de alguns dias para cá, você é era e vai continuar sendo os motivos do pensamento dele.

Queria chorar, abraçá-lo. “É natural sabermos quando a mulher que amamos está a fim de outro” Ele não sabia. Mas se ele pedisse. Me pedisse de volta. Não pensaria duas vezes. Voltaria para seus braços.

Eu já vivi isso antes – continuou, Já lutei por uma mulher. Sei que não é fácil. De maneiras erradas fiz tudo o que podia para tê-la para mim. Mas no final acabei possuindo uma dor que me consumia me matava aos poucos. E quando pensei que iria me curar, você.. – ele parou de falar. Olhava pra mim. Como se contemplasse uma deusa. –E começar tudo de novo. Mas dessa vez não vou lutar. Vou deixar a vida me guiar.
Vi uma lágrima cair em seu rosto. Não me contive e sai correndo em sua direção. Desisti de manter distancia. O abracei. Ele não negou. E dessa vez foi diferente. Não era como ele me abraçava quando eu era criança. Era algo mais profundo. Ele cheirava meu cabelo. Aquele abraço era a resposta. Ele ainda me amava.

 Jacob. – disse em seu ouvido – Nunca vou deixar de te amar. Por isso que estou aqui. Ainda não sei o que sinto pelo Seth. Mas concerteza não são os mesmos sentimentos. São diferentes. Peço-te isso de coração. E se eu tenho alma juro por ela. Que não desista de mim. Não desista da gente. Isso não é uma luta entre você e Seth. Mas não fique longe. Não consigo parar de pensar em você. A confusão na minha mente está tão grande.

Jacob me afastou ainda me segurando pela cintura. Queria ter certeza de que não iria fugir dele e sair correndo pro Seth. Ele me encarava. Com olhos tão ternos. Um anjo. Eu senti. Senti que ele queria que eu fosse dele. E seria. Pra sempre.

 Nessie o que fiz. Foi por amor. Entenda! Ano passado, você me pegou de surpresa. Não sabia se eu iria entrar na sua vida como apenas um irmão/amigo ou como um homem que te ama e que você amasse também. Mas você me deu a resposta muito cedo. Você precisava conhecer outras pessoas. Precisava de mais opções. Não queria lhe forçar a nada. Não queria lhe força a fica comigo por causa de uma coisa... de lobo..

 Sei que você estava querendo me dar opção. Mas você não pensou que o único mundo que conheço é dos lobos e dos vampiros? Se não fosse você o escolhido. Seria outro ser místico. E é isso que ta acontecendo. Acho que Seth entrou na minha vida para provar a nós dois que não adianta. Nasci para você. E só a você vou querer pertencer.

Não agüentei e chorei. Chorei em seu peito. O abracei. O puxava com tanta força contra meu corpo. Para que nossos corpos se unissem. Afinal éramos um. Jacob me acariciava com seus dedos longos e macios. Enxugando minhas lágrimas.

 Parece que Edward tem razão. Você é todinha sua mãe. E como no passado não resistia ao choro dela. Também não resisto ao seu. Agora entendo nossa ligação. Era você. Sempre foi você. Agora entendo o motivo da união de Edward e Bella. Não irei desistir. Prometo a você. Mas também vou fazer diferente dessa vez. Não vou prejudicar Seth vou deixar como ta. Só espero que ele lute como homem. Já que optou por isso.

Olhei para ele. Ele tocava em meu rosto. Fechei os olhos desejando incondicionalmente que aquilo nunca mais nunca acabasse.

 Você ta tão linda. Mais linda que sua mãe. – senti seus dedos quentes em meus lábios. Abri os olhos e o encarei. – Desculpe pelo meu comportamento dos últimos dias. Mas às vezes o ciú-me inunda a mente de quem ta cego. Percebi que a primeira promessa irei quebrar. Mas a segunda vai ser para sempre. – ele se aproximou. Até que nossos rostos ficassem quase colados. – Prometo não desistir de você. Mas você iria mostrar quem realmente deseja. E quando estiver segura disso a vida dará um jeito para que você saiba a resposta. Enquanto isso vou continuar a ser o mesmo Jacob. O de sempre, seu amigo, seu irmão tio o que você quiser que eu seja. Serei. Mas vou colocar nessa luta todas as minhas armas – deu um sorriso maligno. – Tudo o que tenho. Ate meu amor.

Minha respiração estava acelerada. Meu coração na garganta. Senti ele se aproximar mais ainda. Acariciando meus lábios. Fechei os olhos. Senti seus lábios tão desejados por mim há tanto tempo. Concerteza não foi igual ao primeiro. Ele finalmente se entregou. Pelas duas partes. Uma sincronia perfeita. Nossos lábios se encaixavam como se tivessem feitos uma para o outro. Jacob desceu sua mão para minha cintura me puxando para mais perto. Queria fazer parte dele. Amava Jacob incondicionalmente e irrevogavelmente. Minhas mãos estavam em sua nuca. Desejando que aquele momento não tivesse fim. Escorreguei uma das mãos para seu peito e depois para sua cintura também assim como ele. Eu também queria que ele fizesse parte de mim. Do meu corpo. Jacob bem devagar. Me dando vários selinhos e entre eles disse.

 Te amo. Te amo muito. E não tem nada haver com imprinting. Tem haver com destino. Somos feitos um para o outro. E não vou perde você. Nunca mais.
Ele me beijou novamente. Mais urgente. Um beijo de despedida e achava que era minha vez de falar alguma coisa.

 Você sabe o quanto te amo. O que não sabe é o quanto estou feliz. – sorri para ele. Mas não durou muito. Logo me lembrei de Seth. Abaixei minha cabeça e pus em seu peito.

 Mais uma vez te peço perdão. Por ter feito você gostar de outra pessoa. E o erro foi meu, sei disso, não vou brigar com você. E muito menos com Seth. Sou um alfa e meus problemas pessoais não interferem nas minhas decisões. E eu como pessoa, não vou agir como um imbecil. Faço-lhe outra promessa.

O beijei novamente antes que fizesse mais promessas. Me esqueci da hora. Quando ouvi a buzina do carro na frente da casa de Ja-cob.

 Ai caramba, é a tia Rose. Simplesmente me esqueci dela. Preciso ir Jake. Se puder. Se quiser também. Vá me ver hoje. Não fique mais longe de mim. Por favor. – Jacob me abraçou.

 Eu nunca mais vou ficar longe de você. Mas quando Seth tiver com você, não estarei lá. É melhor evitar. Caso não consiga me controlar e cumprir a promessa.
Jake pegou minha mão e a beijou. Fomos de mãos dadas até o carro da tia Rose. Percebi que a titia estava de boca aberta sentada no capô do carro.

 Legal. Você veio resolver um problema e volta com dois. Acho que você não só puxou todos os gemes da sua mãe. Como tam-bém as confusões amorosas. – ela sorria. O que ela queria dizer com aquilo? Jake me abraçou por trás.

 É vamos começar tudo de novo. Lembra Rose Como foi da uma vez? Bom pelo menos dessa vez tem muito a meu favor.

 Ta bom. Isso ta muito legal. Mas tem alguém voando aqui. Podem me explicar do que estão falando? Como isso já aconteceu antes? Jacob me virou e me deu um beijo.

 Um dia acho que sua mãe vai explicar. Você ira entender tudo isso. – tia Rose dissera. – É meio complicado Nessie. Mas no fim parece que valeu apena. – parou e olhou para Jake – Já para você meu amigo. A luta começa tudo de novo. Te desejo boa sorte. Por incrível que pareça. Estou torcendo por você. Mesmo que Leah tenha se tornado minha amiga. Mas admito você lutou muito e merece seu premio.

 Nossa obrigado. – Jake sorriu. – Acho que também te devo umas desculpinhas por algumas bobagens do passado. – deu de ombros. – Bom sua psicopata valeu pelo apoio.

 Ta bom Jacob deixa a Nessie ir. Não agüento mais essa baboseira. Acho que ela tem muito que pensar agora. Vamos princesa, seu reino te espera. – tia Rose desceu do carro. E rapidamente entrou. Ligou o motor.

Tava entendo nada ali. Ri meio sem graça. Mas tudo bem. Alguém iria me explicar depois. Virei-me e beijei Jake. Falei em seu ouvido que o esperava. Ele abriu a porta do carro e na janela me beijou novamente.

O que não esperava era que Seth também aparecesse. Mas isso é outra história. Que teve uma resolução bem diferente. Mas que foi necessária. Estou tão cansada. São tantas perguntas. Mas sei que um dia elas iram acabar. Assim como as lutas e as guerras. Sempre têm um fim.

Comentários

  1. Epa, ate eu fiquei na duvida da escolha, situção dificil.

    ResponderExcluir
  2. oi
    adorei o blog e estou seguindo
    me segue de volta?
    www.amorimortall.blogspot.com
    beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Fale o que achou!!

Postagens mais visitadas