segunda-feira, 22 de agosto de 2011

LIVRO VERÃO- PARTE 19




Quinta- Feira , 16 de Setembro de 2013

Ontem acho que foi o dia mais engraçado da minha existência, um dia antes do filme, as coisas inusitadas começaram a aparecer, minha tia Alice falou que meus pais não poderiam se apresentar a meus amigos com rostos de jovens de 17 e 18 anos, e realmente meus pais tinham esses rostos.

Começou a transformação, minha tia levou meu pai para seu quarto e o transformou em outro, tava até parecendo meu avô só que um pouco mais novo, ela colocou algumas luzes de louro cinza no cabelo do meu pai e o vestiu como um senhor e eu estava morrendo de rir... Minha mãe não precisou muito, minha tia só prendeu o cabelo dela e usou algumas roupas da vovó e não é que ela conseguiu....

Meus pais estavam parecendo pais de verdade, eles estavam lindos e treinamos para que não houvesse erros. No outro dia fui para o curso, e meus amigos se sentaram ao meu lado, na hora do intervalo, eu sai sozinha pois queria ligar para meus pais e saber se estava tudo bem, já que meus amigos iriam para lá em alguns minutos.

Quando desliguei o celular e me virei para a lanchonete, Tayler estava bem na minha frente e colocou meu cabelo que estava na frente dos meus olhos na minha orelha e disse “Não acredito que você acreditou em tudo que essas pessoas falaram, mas não me importo,sei que sempre consigo o que quero.”

Eu me afastei dele sem falar nada e quando estava indo até o banco sentar para comer minha maça ele apareceu do nada de novo e sentou-se do meu lado e disse “eu não vou fazer nada a você, só quero ser seu amigo, só isso, algum problema?” eu o olhei seria e disse “todos!! Eu não quero mais amigos, os que tenho são suficientes, você já tem sua resposta, tchau!”

Levantei-me e nessa hora ele pegou no meu braço com força, pela primeira vez senti alguém mais forte que eu, não era possível, eu era uma vampira além de humana claro, eu tinha uma força contestável, nessa hora empurrei meu braço e ele me largou, meio assustado ele disse “como? como você se soltou de mim? Como fez isso?”.

Eu olhei e disse “você é louco! Isso é contagioso me deixa ir, antes que eu pegue isso!”, me virei e andei tão rápido que acabei atropelando a Lay que viu nos meus olhos o medo e disse “Tay já estava lhe chateando, né? Carlie não fique longe da gente, porque não nos esperou?”

Eu disse “foi ligar para meu pai, saber se ele havia comprado o sorvete e a pipoca para hoje à tarde, ai Tayler ficou me perseguindo, foi só isso” Lay ficou feliz, claro que eu falava a verdade, não conseguia mentir, e ela disse “Então você e Jacob vão pegar a gente as 15:00 lá em casa?” eu disse que “sim”, e fomos para a aula.

Tayler estava sentado duas cadeiras atrás de mim, do lado esquerdo, eu fiquei incomodada quando percebi que ele me olhava, com o mesmo olhar do primeiro dia e pensando algo maligno aposto! Bom as aulas terminaram, e cada um seguiu para sua casa, já sabendo do horário que eu iria passar na casa da Lay.

As 15:00 em ponto Jacob parou na casa da Lay e todos estavam lá, as meninas usavam os vestidos que eu dei, e o Wendell sentou no lugar da frente e eu fiquei a trás com as meninas, comentando sobre a elegância delas. Quando Jacob entrou na pequena abertura que levava a minha casa, Kachy falou:

“Carlie você não esta seqüestrando a gente está? Olha meu pai sabe que eu ia sair com você, nem tente...” todos começaram a rir e pararam na mesma hora que viram a casa enorme, bem no meio da floresta. E claro Kachy irrompeu o silêncio de novo “Nossa! Isso é uma casa ou uma mansão?”

Jacob saiu primeiro e abriu aporta de trás, as meninas saíram e eu fui a ultima, acabei ganhando um beijo de Jacob e quando andávamos as meninas empacaram na frente do carro e eu disse “ vocês vão querer pegar chuva ou ficar quentinho aqui dentro?” Wendell foi o primeiro a andar e todas as meninas o seguiram e quando entraram...

Kachy já se sentia de casa e foi a primeira a sentar no sofá e falar “Carlie sua casa é linda, perfeita, parece um conto de fadas.” Nessa hora meu pai desce as escadas e falou com todos, Kachy deu um suspiro e falou “não disse, estamos mesmo em um conto de fadas e esse é o príncipe só pode?” todos começaram rir e eu apresentei meu pai.

Minutos depois minha mãe saiu da cozinha com biscoitinhos e a tia Alice a acompanhou trazendo os refrigerantes, então Kachy falou de novo “Ai meu DEUS, essa só pode ser a Branca de Neve, mais não me lembro de ter uma anã mulher na historia.” A Lay deu um soco no seu braço e falou “desculpe senhora, é que minha amiga é meio doente, e acho que ela ainda não tomou o remédio dela hoje.”

Minha mãe colocou os pratinhos na mesinha e falou (por que ela falou, Kachy ficou mais curiosa ainda) “Não tem problema meu amor, eu me sinto honrada em ser comparada com a Branca de neve.” Kachy falou “Mas você é, não è?” Jacob começou a rir e falou “È melhor começar a verem o filme antes que Kachy comece a delirar de vez.”

Meus pais foram para o quarto e só a tia Alice sentou-se no sofá, irritada, por que Kachy lhe chamara de anã, e então eu comecei a perguntar sobre qual filme gostariam de ver... quando falei Hanibal , todos gritaram “esse”.

Começamos a ver o filme e bem perto do final ouvimos o toque da campainha na porta, todos começaram a rir, pelo susto que a Lay levou e eu fui abrir a porta, era tia Leah ela entrou e falou “Minha filha a sua tia Rose esta ai, marcamos de...- quando ela olhou para a sala e viu os humanos mudou de frase- ela disse que íamos correr.”

Nesse momento Arthur desceu as escadas correndo, claro que ele ouviu a voz da tia Leah e dei graças a Deus que ele veio correndo, porque se ele descesse como descemos normalmente as escadas, meus amigos iriam surtar, quando Arthur chegou perto da tia Leah e a abraçou, Kachy falou “Não falei pra vocês que estávamos em um conto de fadas esse ai deve ser um dos cavaleiros da tabula redonda, e assa moça parece uma plebéia, mas não qualquer uma, a escolhida do cavalheiro.”

Nessa hora, o tio Emmett desceu as escadas com uma espada antiga do avô Carlisle nas costas, e foi até minha amiga Kachy, pegou sua mão e falou “Cavaleiro da tabula redondo ao seu dispor senhorita” Kachy suspirou e falou “Lay e Wendy me segurem vou desmaiar.” Jacob começou a rir e Wendell também, mas Jacob começou a falar “Kachy esse ai é o Emmett tio da Nessie, o rapaz a trás dele é Arthur e a moça é a Leah, só isso.”

Kachy e meus amigos olharam para mim e perguntaram “Por que Jacob lhe chamou de Nessie?” eu suspirei e falei “Nessie é um apelido...” Jacob começou a falar “o nome da Carlie é Renesmee Carlie, para não falar tudo, diminuímos para Nessie, uma forma carinhosa.” Wendell falou “Nessie você tem mais refrigerante, isso tudo me deu sede.”

Eu fui até a cozinha quando vi a Kachy falar de novo e sai correndo, tia Rosalie tinha decido e percebi que ela já tinha ganhado um apelido também, dei o refrigerante para o Wendell e nessa hora tio Emmett perguntou “Wendell você gosta de jogar vídeo game, vamos fazer uma disputa, eu e você, Jacob e Jasper, o outro tio da sua amiga Nessie, ele já esta lá na outra sala jogando, vamos? É melhor que ficar aqui com as meninas.”

Wendell concordou e eu falei séria olhando para meu tio “Olha o Wendell é meu amigo, se alguma coisa acontecer- olhei para meu amigo e disse- com você, grite que eu vou correndo.” Ele riu claro, mas concordou, e as meninas ficaram vendo o montante de DVD quando a tia Alice falou...

“Meninas vocês não querem ser minhas modelos, brincar de moda, que tal?” vi o brilho nos olhos de todas e a Kachy falou “Você é a Alice, né?” a tia disse “sim” e ela continuou “Me desculpe por lhe chamar de anã, é que vocês são tão bonitos, que parece ficção, imaginação na verdade.” Tia Alice riu e disse “tudo bem”.

Subimos para o quarto da tia Alice e o restante da familia foi caçar, quando entramos havia vários sacos de vestidos pendurados na porta do guarda-roupa, a tia parece que sabia o qual entrava em quem... e foi dando para cada uma das meninas entrarem no banheiro enorme e se vestirem.

Todas ficaram lindas, mas os vestidos eram iguais, como se fossem damas de honra, então eu que perguntei “Que isso tia?? vestidos iguais, tinha muito pano dessa cor???” ao vestidos eram lindos, compridos da cor lilás claro, em cima pareciam corseletes e prendiam no pescoço, era lindo e a tia falou “Nessie vai pegar uns refrigerantes para suas amigas, e alguma coisa para beliscarem, vai lá amor.”

Mas uma vez fiquei sem minhas respostas mas desci, preparei o lanche, peguei refrigerantes. Nessa hora Jacob apareceu e viu que eu estava meio irritada, ele me abraçou por trás e disse “o que foi meu amor? aconteceu algo de errado com sua festinha?” eu suspirei e olhei fundo nos seus olhos e perguntei.

“Fala Jacob o que meus pais estão tramando com a tia Alice, vai ter alguma festa, algo envolvendo os dois?” Jacob me olhou e beijou e claro eu não retruquei e ele parou e colocou a mão em meu rosto e disse “Meu amor, não se preocupe, não é nada de mais.”

Resolvi beijá-lo, já estava com saudades, minha mãe entrou nessa hora tossiu e disse “Sua tia me chamou, falou que você estava demorando, acho que esta explicado o porquê.” Ela pegou a bandeja de sanduiches que eu já tinha feito e eu levei a bandeja dos refrigerantes e Jacob seguiu para a sala dos vídeos game.

Quando cheguei parecia que minhas amigas estavam intimas com a tia Alice, rindo, cochichando, fofocando e tudo mais. Resumindo meu dia de ontem foi perfeitamente ótimo, adorei !!, até o fato de a tia Alice ter feito uma lavagem cerebral nas minhas amigas e jurava que até elas sabiam da surpresa menos eu.

Acho que foi tudo normal no final, quando já deu hora de todos irem eu e a minha mãe levamos todos para casa, depois de algumas horas chegamos e eu fui para o chalé e como sempre Jacob dormiu comigo, mais antes falei para ele tudo que as meninas e o Wendell me falaram sobre o Tayler, Jacob me pediu para que não chegasse perto dele, isso eu já fazia.

Acho que preciso ir me deitar meu querido diário qualquer novidade, volto a relatar...

Sábado, 01 de outubro 2013.
O curso foi maravilhoso, adorei e acabei descobrindo o que eu quero fazer na faculdade, além disso, fiz amigos ótimos e percebi que não iríamos nos largar, o legal foi que na semana final do curso fomos os cincos fazer as inscrições na faculdade de informática contemporânea, Jacob foi conosco e a secretaria adorou me conhecer e disse “Que bom vamos ter mais alunos competentes no próximo ano, querida seu namorado é muito inteligente.”

Meus amigos gostaram do local, bom agora é só esperar nos chamarem... na viagem de volta para Forks todos estavam combinado de ir na danceteria na quinta da semana que vem, comemorar o fim do curso e nossa amizade, eu estava muito feliz até chegar em casa..

Eu falei pro meus pais e eles disseram “Não filha, você não pode ir, sua tia Alice não esta convicta de que isso vai dar certo.” Eu fiquei irritada subi e me tranquei no quarto, peguei meus vestidos e roupas que ainda tinham na casa e desci as escadas, não falei com ninguém e sai do casarão indo para o chalé, Jacob me pegou pelo braço e me abraçou.

Comecei a chorar e ele me carregou,quando cheguei no chalé, Jake pegou a chave do meu bolso abriu e quando cheguei nas escadas ele me abraçou e me carregou, chegando no quarto joguei a bolsa com as roupas e me deitei ao lado do Jacob..

Naquele momento, falei no ouvido de Jacob “Todas as meninas falam como é bom, se entregar a pessoa que se ama, e eu concordo mesmo não sabendo como é...” Jacob me beijou e falou no meu ouvido “Calma meu amor, no momento certo, quando acontecer o momento certo, serei seu.”

Não liguei muito para isso, mas sabia que a noite não ia rolar nada. Quando chegou na quinta, fiz com que todos percebessem que eu estava normal que tinha engolido a história de não poder ir a tal danceteria, quando cheguei do curso, havia combinado com a Lay que passaria na sua casa para me arrumar, e entreguei a ela minha roupa, depois de tentar fugir e ela concordou, ficou meio preocupada, mas garanti a ela que ira dar certo.

Quando foi a tarde pedi para que tia Rose me levasse para casa da tia Leah, queria saber como Seth tava, onde estava na verdade! Mais também queria pegar a moto, chegaria mais rápido na casa da Lay. Algo muito melhor aconteceu, Arthur resolveu me levar dizendo que estava com saudades da tia Leah.

Quando chegamos na casa da tia Leah, foi no horário certo ás 17:00 havia marcado ás 18:00 na casa da Larissa, quando entramos ficamos conversamos e eu pedi para entrar no quarto de Seth, falei que estava com saudades do seu perfume, a tia deixou e eu entrei, na verdade queria encontrar a chave da moto que ele sempre colocara dentro da gaveta da mesinha da TV, mas senti tanta saudade do Seth, fiquei sentada na cama, senti seu perfume, como sempre sai chorando, sentindo o peso das chaves no meu bolso(não poderia me arrepender agora, não agora!!) e falei que precisava ficar sozinha.

Tia Leah e Arthur me deixaram ir então aproveitei e entrei na garagem, tirei o todo de cima da moto subi e a liguei, já sabia dirigir motos, mas fazia tempo que não subia em uma, mas foi fácil, acelerei dei a partida e sai em uma velocidade, que ninguém poderia me deter, tia Leah saiu correndo e o Arthur ficou assustado e gritei “desculpa!”.

Cheguei na casa da Lay, meu vestido já estava passado, e agradeci e muito por isso, quando deu 18:30 já estávamos na estrada no carro da mãe dela.Ao chegar em Port Angeles desliguei o celular e entrei na danceteria, foi o máximo, olhei para as meninas e elas estavam todas usando os vestidos que a tia Alice dera a elas, falando que era para usarem em um ocasião especial, e aquela era...

Senti-me tão bem, o lugar era quente e haviam pessoas dançando em todo o canto, senti que era fantástico e nem se comparava aos milhares de filmes que vi, o aroma era mistificado, devido a mistura de variados perfumes e aromas, o que me fez lembrar de Jacob, ele iria adorar estar ali, mas nesse momento deveria estar bufando de raiva que eu não falei nada para ele.

E sabia que meu pai também estaria e que a qualquer momento, algum Cullen iria entrar pela porta da danceteria, fiquei me perguntando se Seth já sabia dessa minha fulga. Não quis pensar nisso agora e comecei a aproveitar, ficamos dançando em grupo, mas não por muito tempo.

As meninas começaram a ser convidadas a dançarem e eu fiquei com o Wendell, foi ai que ele pediu para que eu o esperasse, pois ele iria ao banheiro e eu disse que sim, fiquei sozinha dançando e quando me virei para o bar, Tayler apareceu na minha frente e falou no meu ouvido “Isso só pode ser um sonho, você sozinha?, sem esses malas e seu namorado, isso é bom!”

Eu me afastei dele comecei a andar, mas ele pegou meu braço e eu tentei me livrar, mas ele segurou com mais força, como eu não entendia, não sabia se era eu o problema, ou se era ele o fortão, ai ele disse “Dance comigo essa musica, só essa e eu lhe deixo em paz.” Eu o olhei e falei “Não quero dançar nem esse, nem a outra e nem uma com você, por favor, vá embora e me deixe.”

Ele me puxou para perto dele e disse “Você será minha! Não adianta nem brigar, isso já é fato.” Eu comecei a rir e disse “Você bebeu não é? Só pode, nunca serei sua, nem em sonho.” Ele me olhou e me apertou mais e falou “Vamos ver...” e nessa hora ele resolveu me beijar eu dei um empurrão nele e sai correndo, mas não sei como, ele me pegou de novo.

E nesse momento ele me encostou em uma parede e me prendeu, meu braço já tava começando a reclamar e eu disse “esta me machucando, me larga!!” ele disse “Até que fim!!, pensei que iria perder para você na força.” Ele começou a passar os dedos sujos em meu rosto, quando meu anjo, meu refugio, meu único amor, meu super herói, chegou!

Jacob puxou Tayler pela gola da camiseta e deu um soco nele, não sei como, mas Tayler apenas cambaleou, passou o dedo no sangue que saída de sua boca, quando a multidão começou a gritar, “Briga!” eu peguei o braço de Jacob e falei “brigado, mas lembre-se que ele é humano, algo a mais e ele pode morrer, vamos sair daqui!”

Jacob passou a mão no meu rosto, como se o limpasse, e virou para Tayler e disse “A próxima vez que você colocar as patas imundas na minha namorada, não vou lhe dar apenas um soco, vou fazer algo bem pior.” Tayler o olhou e disse “Veremos o que você é capas de fazer... não agora! Mas em outro momento.”

Tayler saiu andando com presa e eu fiquei sem entender, ele estava desafiando Jake, como assim? Um humano desafiando, um lobo, nossa?!? Será que ele não sentiu a força de Jake, e que história foi essa de patas? , bom não me interessava, pois Jacob me abraçou e falou “Cadê seus amigos?” nessa hora as meninas gritaram... “Jacob estamos aqui, vamos esperar vocês dois lá fora.”

Quando eu e Jacob chegamos no estacionamento, Wendell saiu correndo e começou a falar para Jacob “desculpe Jacob, desculpe, foi erro meu ter deixado Carlie sozinha.. desculpe cara, serio, não foi minha intenção.” Jacob colocou as mãos no ombro do meu amigo e disse “Não esquenta, acho que esse Tayler, mereceu aquilo.”

Nessa hora sabia que a noite havia terminado para meus amigos, mas para mim estava apenas começando, eu estava muito encrencada e Jacob falou para todos “meninos acho que tenho que levar a Nessie de volta, acho que isso que você fez hoje terá conseqüências, espero que da próxima vez que sua tia lhe avisar, você acredite nela.”

Agora eu sabia o que iria acontecer, mas não entendi por que a tia Alice não me falou que era isso, bom não queria me prejudicar mais, então eu falei “Tudo bem, já deu por hoje, Lay amanhã acho que Jacob vai pegar a moto, ligo assim que me derem a sentença de morte...” os meninos começaram a rir e Kachy falou “Amiga qualquer coisa, você me liga e mando um cavaleiro meu lhe socorrer.” Todos riram e nos abraçamos.

Voltei de moto com Jacob, ele estava com uma moto antiga, ele desviou o caminho para a praia de La Push, quando chegamos na areia, isso tudo em silencio, já estava com medo e ansiosa para o que Jacob iria falar.

Ele segurou minha mão e depois me virou para sua frente, tirou um cabelo dos meus olhos e disse “POR QUÊ??” mas foi diferente como ele falou, sua voz estava grave, meio preocupada e continuou “Por que você não ouviu sua tia? Você iria evitar um grande problema no futuro. Nessie posso lhe fazer uma pergunta?”

Eu o olhei, já com vontade de chorar, se com Jacob já estava ruim, imagino quando eu chegasse em casa, e disse “faça-a!”, ele disse “Você realmente confia em mim?” eu fiquei horrorizada com isso e disse “Por que você duvida disso?” ele continuou “Nessie você poderia ter me falado, eu iria com você, mesmo que sua familia não gostasse, pelo menos eu estaria com você.”

Eu não agüentei e disse entre as lágrimas “Desculpe, meu amor, eu fiquei com tanta raiva, que não imaginei meter você nessa encrenca, me desculpe, por favor, me perdoe?” ai Jacob me abraçou, e falou no meu ouvido “Meu amor, não queria fazer você chorar, só quero que entenda, não faça nada sem me falar antes.”

Entre os choros, eu disse “te amo, obrigado por me perdoar, não farei nada sem que você não saiba antes.” E Jacob começou a me beijar, foi excelente, o clima esquentou de novo, quando percebemos Jake já estava sem camisa ai ele falou “Repito! esse não é um bom momento para isso, lembre que você ainda tem que encarar seu pai.” Eu suspirei e disse “Acho que não posso adiar mais.”

Quando chegamos no casarão, meu pai abriu a porta e eu entrei e mal respirei ele começou “Nessie o que ta acontecendo com você? Pensei que seu crescimento fosse lhe trazer responsabilidades, mas pelo jeito, esta acontecendo algo errado..” a voz do meu pai já estava alta e eu já estava sentida por causa de Jacob e as lágrimas saíram de novo e Jacob se meteu e falou “Edward pega leve! Ela é sua filha e não uma qualquer, todos nós já erramos um dia e creio que não fomos tratados com ignorância, lembre-se disso.”

Meu pai não queria conversa e começou “Chega Jacob! saia daqui, agora!! Nós, a familia dela precisamos tentar convencê-la do que fez, muito obrigado por trazê-la de volta, já fez sua parte, mas ela precisa saber que o mundo não gira ao redor dela e que não faz o que ela quer.” Jacob andou na minha frente e disse “errado de novo Ed., Nessie é minha familia, você querendo ou não, sabe disso, ela pertence a mim, e se você quiser podemos discutir isso só nos dois.”

Minha mãe se meteu ate que fim “Eu que falo agora!.. chega você dois!, acho que Nessie aprendeu a lição, ela não precisa que um monte de vampiro e lobos falem para ela do seu erro..” minha avó concordou “é verdade Edward, o que Jacob falou é verdade, você cometeu erros maiores que esse, e nem eu nem seu pai, o tratamos como criança..”

Meu tio Emmett falou “Edward, você exagerou como sempre.. Nessie senta aqui e me fala, como é a danceteria? É bem loco né?” eu olhei para meu tio o agradecendo, e dando um meio sorriso, por isso o clima ficou bem melhor e tia Alice desceu as escadas e falou “A culpa é mim!! Desculpe Nessie não ter falado que era isso que iria acontecer, acho que tudo isso só começou porque guardei segredo.”

Eu tinha que falar “Parece que não é só isso que vocês estão guardando segredo de mim, foi isso que levou a mim fazer isso, eu estava com raiva, minha familia nunca me diz o que vai acontecer com a minha vida, lembre-se é minha vida!! Se vocês me falassem, claro que eu não iria, marcaria uma festinha aqui em casa, mas ninguém me falou...”

Minha tia pegou minha mão e disse “Prometo que tudo que se referir a você vou falar, não agüento mais meter você em problemas por causa disso, e vou começar por agora..” ela olhou para todos e não ligou para os olhares de negação, e começou a falar...

“Realmente estamos escondendo uma coisa de você, é uma coisa boa, acho que você já sabe que é uma festa, então, só espere o momento, é algo que você vai nos agradecer depois...” eu concordei e não falei ou perguntei mais nada, depois cada um foi fazer suas coisas...

Até eu receber ou obter alguma novidade... Voltarei com muito amor a relatar tudo que acontecer... Até mais meu amigo... meu querido Diário.

ATÉ A PRÓXIMA HISTORIA DE NESSIE..

Um comentário:

  1. Adorei................
    Anciosa para a próxima historia....
    =)
    Parabéns pelo lindo blog, e linda Historia...

    Bjinhosss Ian_TDB

    ResponderExcluir

Fale o que achou!!